The best Side of finalização atualizada



Dado que as instituições de crédito da área do euro estão presentes em mais de 90 países não europeus (ver Figura 4), no contexto do MUS, verifica-se uma colaboração intensa com outras autoridades de supervisão dentro e fora da UE. Consequentemente, o BCE está empenhado em facilitar a cooperação, quer contribuindo para os colégios de autoridades de supervisão, quer desenvolvendo ferramentas de cooperação como memorandos de entendimento.

Na sequência da publicação em 11 de julho de 2017 das Conclusões do Conselho ECOFIN intituladas “Plano de ação para combater os créditos não produtivos na Europa”, a Supervisão Bancária do BCE está também a apoiar a EBA na emissão de orientações gerais sobre a gestão dos NPL que sejam uniformes para todas as instituições de crédito na UE.

Em 6 de junho de 2017, o Conselho de Supervisão do BCE decidiu dar início ao processo de avaliação para determinar se a entidade se encontrava em situação ou risco de insolvência e lançou uma consulta official ao CUR.

Com vista a garantir condições de igualdade, é solicitado às equipas de avaliação no contexto da TRIM que apliquem instrumentos e técnicas de inspeção comuns de forma coerente. Paralelamente, o resultado das verificações é comprovado de modo sistemático para assegurar a sua coerência, sendo objeto de análises horizontais e análises entre pares.

Um Veja isso setor bancário saudável está intrinsecamente ligado a um mercado saudável de fusões e aquisições. A união bancária europeia, incluindo a supervisão bancária europeia, tornará mais fácil para as instituições de crédito fundirem-se fora das fronteiras nacionais.

Neste contexto, Veja isso foi também solicitado às instituições de crédito que apresentassem planos de ação claros, precisos e detalhados. O grupo de trabalho centralizado, apoiado pelas ECS, avaliou esses planos de ação, a fim de assegurar a coerência a nível horizontal.

Um conjunto de instrumentos de diferimento bem desenvolvido, cuja eficácia seja monitorizada a nível granular

um quadro de testes de esforço subdesenvolvido (questões relacionadas com a definição de cenários, inexistência de testes de esforço inversos); e

Na sequência de inspeções, foram solicitados ajustamentos quantitativos significativos, principalmente para colmatar deficiências em termos de provisões prudenciais

A supervisão bancária europeia beneficiará deste guia do BCE e das metodologias e instrumentos desenvolvidos como parte do projeto da TRIM.

O período de transição regularizará o potencial impacto negativo da IFRS 9 no capital regulamentar das instituições de crédito

Em geral, as inspeções centradas no risco tellático abrangem os seguintes domínios: i) quadro, estratégia, políticas e procedimentos a nível organizacional e arquitetura de sistemas; ii) organização e externalização; iii) gestão do risco; iv) gestão da segurança; v) gestão da qualidade dos dados; e vi) gestão de operações adviseáticas.

Em 2017, entrou em funcionamento o quadro de cooperação na gestão de crises aplicável a instituições menos significativas, tendo sido desenvolvidas duas novas normas de supervisão conjuntas destinadas a assegurar a coerência dos procedimentos das ANC para lidar com instituições menos significativas em crise

Passaram quase dez anos desde a falência do banco de investimento Lehman Brothers e o início da crise financeira. O sistema financeiro tornou-se mais seguro desde então?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *